Eu não sei o que eu amo fazer

Porque se não passar eu não sei o que vou fazer.” - Clarissa Corrêa. #Tudo passa #o Tempo cura #Nao sei. 31 notes. oblivia-tte. Não se acha, eu te amo enquanto não conheci outro alguém, que me trate como ou melhor do que tu me tratava. Eu posso te esquecer mais fácil do que eu te amei. Não sei mais o que fazer, Eu o amo, e pra ele, sou só uma amiga. Minha amiga gosta dele, ele gosta dela, E eu ? Bom fico de sobra D: Por que ? Porque eu sempre erro e estrago tudo, Inútil ! Imbecíl ! Fica se lamentando por bobagens. Mais o que uma adolescente de 12 anos pode fazer nessa situação ? Manhã, tarde, noite e madrugada conversando com ele E no dia seguinte, ele quer saber quem ... Só que eu não acho que ela sinta (ainda) algo por mim desse jeito que eu sinto por ela (eu já falei que antigamente eu tinha mt carinho por ela, e ela falava o mesmo), MAAAS eu acredito que algum dia eu consiga fazer ela sentir algo parecido comigo, com ela é diferente, a gnt já tem uma certa aproximação, e eu sinto que com ela eu ... Já parou para pensar o quão absurdo é uma pessoa dizer “eu não sei o que eu gosto de fazer”? Conheça a Oficina Online Vivendo Seu Propósito de Vida Você que está lendo esse artigo precisa descobrir o que você gosta de fazer o quanto antes, eu digo isso para seu próprio bem, a falta de autoconhecimento, pode fazer com que você ... Não sou boa de tristeza, não sei o que fazer com ela. Ela chega, me abraça, me beija e enfia sua língua métrica garganta abaixo e eu sufoco, embrulho, claudico. As paredes do mundo esmaecem dois tons, os ruídos triplicam de decibéis, as esperanças encolhem ao tamanho das pulgas, os cansaços se expandem com barrigas imensas. Estou em um relacionamento há 6 anos, me casei há 2 anos e não amo meu marido como homem e sim como um amigo ou parente, ele é uma pessoa de bom coração, nunca me humilhou ou algo do tipo, só que sinto que não tenho por ele aquele amor carnal, eu me interesso por outros homens e sinto até atração, mas pelo meu marido não. E eu aqui, tendo que fugir de festas por não ficar excitado com sexo fácil. Sei lá, seria bom saber que eu não sou o único cromossomo XY no planeta que ‘faz amor’ ao invés de ‘fazer sexo’.” O MHM RESPONDE: Meu velho, você precisa saber de uma coisa: Sexo é algo extremamente pessoal. Até mesmo seus amigos que transam com ... Receba notificação quando Por que eu te amo eu não sei (Now United) for atualizada Faça sua conta no Spirit e Adicione na Biblioteca, assim você será avisado quando tiver um novo Capítulo. Você também poderá deixar seu Comentário / Favorito estimulando o autor a continuar a História. Por: Andressa Schneider É “movimento faça o que você ama” pra um lado, “coisas que não tem nada a ver com o fazer o que ama” pro outro, artigo sobre o como é feio (pra não dizer BEM FEIO) julgar o trabalho que uma pessoa escolheu, grupos de discussão/inspiração sobre o assunto… e você quase chorando no meio do cruzamento sem ter a MENOR ideia do que ama nessa vida. Tomar decisões na vida é algo muito difícil. 'O calor do momento sempre irá te dar a resposta errada.' Will Smith É muito importante saber o que se quer da vida, de modo que essa visão se torne um filtro que te ajude a tomar decisões. Até aí tudo bem. O problema é que descobrir o que realmente se quer da vida é uma jornada, pode levar meses, anos.

Faculdade em TI serve para quê?

2020.09.21 15:00 Matias_Infeliz Faculdade em TI serve para quê?

Tirando algumas áreas muito especializadas, faculdade em TI serve para quê mesmo? Eu tirei curso na área de eletrónica, mas não gostei do trabalho que realizava e decidi mudar para programação e design, pq sempre gostei de programar e de fazer coisas artísticas.
Em vez de desperdiçar minha saúde mental em 5 anos tirando ciência da computação na faculdade, aprendi programação sozinho em 6 meses. Fiz cursos gratuitos no YouTube, realizei projetos e tirei cursos no Udemy para obter o certificado para comprovar que sei programar. Em 6 meses aprendi HTML+CSS+JavaScript, Python e MySQL, e me tornei um Full Stack Web Developer.
Fiz o meu currículo , coloquei meu GitHub, minha página do LinkedIn e meu próprio site pessoal. Em poucas semanas encontrei um emprego bastante bom, amo o que eu faço e estou ganhando BEM MAIS do que ganhava em eletrónica, e talvez alguma vez ganharei.
A faculdade tirando profissões que exigem formação académica (medicina, direito, certas engenharias, biologia) serve para quê mesmo? Design, programação, marketing, todas essas áreas podem e são muito mais facilmente aprendidas se educando a si próprio e aprendendo na internet do que perder 5 anos da sua vida na faculdade. A única vantagem da faculdade é o network que vc pode conseguir, mas no mundo real vc pode conseguir bem mais. Bem é isso, não façam faculdade se a vossa profissão assim não o exige, vão perder tempo e sanidade mental.
submitted by Matias_Infeliz to desabafos [link] [comments]


2020.09.21 13:50 FlavioKD9 Ultimo desabafo

Bom, essa é a última vez que venho desabafar aqui no reddit, primeiro porque nem eu me aguento mais aqui, e segundo porque eu não aguento mais viver.
Vamos começar com toda razão do problema, eu tenho sido uma pessoa completamente frustrada, não tento mais realizar nada. Até porque o meu real sonho, eu não posso alcançar. Tenho o sonho de trabalhar com música, ser famoso, ter sucesso, poder marcar o meu nome na história da música brasileira. Sonhos de adolescente de 15 anos, eu sei. Só que, não sei cantar bem, não sei tocar um instrumento a nível profissional, não sou bonito, não tenho a voz boa, não sou popular e não sou inteligente. Ou seja, é tudo um sonho que vai viver na minha cabeça me consumindo. Só que eu amo música, eu consumo música como um bêbado consome cachaça, vou dormir, fazendo comida, tomando banho, até pra escolher música eu coloco alguma primeiro pra não ficar em silêncio. Eu tenho tido várias ideias pra letras/clipes de músicas, sigo anotando todas, se não fizer sucesso enquanto estiver vivo, quem sabe alguém acha depois que eu estiver morto, grava e faz sucesso. A vontade de ascender a classe social é outro sonho que não é tão alcançável, queria muito poder não me preocupar com dinheiro e poder ajudar os meus pais e outras pessoas, ou qualquer coisa do tipo.
Segundo ponto é a ansiedade, desde que começou a quarentena (março) eu não saio de casa, eu já não saia normalmente, por ser bastante antissocial. Mas, no fim de semana, sempre ia no Shopping olhar as coisas que queria comprar e não tinha dinheiro. Eu sempre fui uma pessoa ansiosa, mas nunca tinha tido uma crise de ansiedade, durante a quarentena tem dias que tenho 2 ou 3. Sinto palpitação no peito, dores de cabeça, começo a chorar, começo a suar, falta de ar, dormência nas pernas e tensão no corpo todo. E como sempre fui uma pessoa muito solitária, ninguém sabe dessas minhas crises. Nesses últimos dias, tenho sentido uma vontade enorme de cometer suicídio. Simplesmente, vou dormir todos os dias sonhando em não acordar no outro dia. Só que eu não posso ter essa escolha, porque minha mãe se sente sozinha comigo vivo. Eu não escolhi nascer, não escolhi ser uma pessoa sozinha, eu só quero que essa dor que eu sinto no meu coração, como se tivesse uma bola de fogo dentro do meu peito derretendo tudo e prestes a explodir. Queria que meus sonhos se realizassem, mas eu sei que nada nessa vida é como a gente quer. Queria poder ser rico, ter uma vida boa, poder dar uma vida boa para os meus pais, poder ajudar pessoas de alguma forma. Eu não consigo mais ficar na companhia de alguém por muito tempo, porque desde os meus 11 anos (acho) eu sempre fiquei sozinho praticamente o dia inteiro, não tinha irmão, não tinha amigos na escola, sempre foi um problema.
Um outro problema durante essa quarentena problemática do caramba, é que eu me apaixonei por uma mulher famosa, a qual eu acompanho o trabalho dela fazem 9/10 anos. Eu como um adolescente sentia atração por ela. Só que teve um hiato em que eu deixei de acompanhar, e esse ano, eu voltei a ver ela mais frequentemente nas redes sociais e em qualquer lugar. E não é mais atração que eu sinto por ela, é algo mais apaixonado, eu sonho com a gente tomando vinho, com as amigas(os) dela em uma sexta feira, sonho com a gente escrevendo músicas, olhando o pôr do sol numa tarde de domingo, contando histórias um pro outro, se divertindo, aproveitando a vida, ela mudando de cor e tamanho de cabelo o tempo todo, a gente meditando junto. Quando eu fecho os olhos agora, só consigo pensar no sorriso dela, e tudo que eu faria pra manter aquele sorriso no rosto dela pra sempre. Eu nunca a conheci pessoalmente, mas sinto uma ligação entre a gente (eu sei, é bobo e eu preciso de tratamento psicológico urgente). Só que eu acredito na merda do destino, mas também acredito que o destino não vai entregar tudo comigo parado em casa.
Vamos pra outro problema. Ela tem um crush em ninguém mais, ninguém menos que Jaden Smith. E eu não consigo competir com ele, eu sou gordo, feio, tenho mordida aberta (ou seja, meus dentes são fudidos) e tenho uma puta vergonha do meu corpo, e com isso tenho medo de me relacionar.
OBS!!!! Se você não quiser ler sobre meu corpo estranho e meu medo de se relacionar com alguém sexualmente, pule um parágrafo. Obrigado.
Sexta feira vou fazer 22 anos, e eu nunca me relacionei sexualmente com alguém antes, primeiro porque ninguém é louco o suficiente pra fazer isso, segundo porque mesmo que tivesse, eu não aceitaria porque tenho vergonha de lá de baixo também. Primeiro que ele não é grande e é fino, segundo porque como eu sou gordo, e tenho a parte em cima do pênis, gorda também, o que deixa ele menor ainda, terceiro, eu sou mono bola, ou seja, só uma desceu. Tenho medo de me relacionar com alguém, e a pessoa começar a rir na hora ou até fazer alguma coisa pior, sei lá.
Continuando, como começaram essas crises de ansiedade, eu comecei a meditar, e isso tem me ajudado um pouco, mas não dá pra meditar a cada 1 hora. Então tem alguns momentos em que eu fico com a pouca ansiedade, eu consigo relaxar o corpo e a mente. Outra relação com a meditação que tem me ajudado também, é que quando eu vou tomar banho, eu desligo as luzes, e começa a entrar uma luz natural pela janela (não tomo banho durante a noite, porque só tem uma banheiro que fica do lado do quarto dos meus pais, e eu não poderia acender velas nem tomar banho com luz desligada porque eles iam achar que eu estou maluco, não que eu não esteja, mas é meu momento de paz) e eu também coloco uma música pra relaxar. Aquele momento, é o melhor do meu dia, é o momento em que eu fico mais em paz. Nada pode me tirar do sério, meus pensamentos vão embora junto com a sujeira. Só que quando saio, passa uma hora e volta tudo ao normal. Também tem a meditação da caixa infinita, me vejo em uma caixa enorme que eu não consigo ver o fim, só que tem vezes que eu não consigo enxergar nada, é tudo escuro e frio. Tem vezes que é claro como o dia, eu consigo me ver realizando os sonhos que estão na minha cabeça, consigo ver tudo que eu mais queria. Consigo ver o rosto dela dentro da minha cabeça.
É isso, eu não sei mais o que fazer, estou pra fazer 22 anos, já sou frustrado, tenho certeza que nenhum dos meus sonhos vão se realizar, e queria poder ter a livre escolha de morrer. Não é que eu não ame a vida, eu amo demais, eu amo olhar pra lua, amo escutar música, amo sentir o cheiro de pão saindo do forno, amo ver o sorriso da pessoa que eu nunca vou me relacionar, amo meus pais (mesmo sendo problemáticos, o que é normal, porque todos somos), amo o som do mar e a música que a natureza cria.
Eu sinto que faltou muita coisa que eu não escrevi aqui, é que na verdade, minha cabeça tá uma bagunça, são tantos pensamentos, tanta ansiedade. Sei lá, desculpe se alguma coisa ficou confusa, ou sem sentido. Qualquer coisa me avisa aqui que eu tento explicar melhor. E obrigado separar um tempo pra ler essa epopeia enorme. Você é incrível.
submitted by FlavioKD9 to desabafos [link] [comments]


2020.09.20 05:57 um_carai_ne um desabafo pesado sobre coisas da minha vida e desculpa pela falta de pontos gramaticais

⚠️TW⚠️ eu escrevi e reescrevi este texto mil vezes e mesmo assim não gostei do resultado mas eu sei que não consigo fazer nada melhor do que isso.
no começo do ano eu achava que esse ano iria ser incrível, e realmente até que estava sendo mesmo, eu estava muito feliz estudando com amigos que eu amava e eu não estava tendo muito pensamentos ruins, aí chegou a quarentena né e tudo que eu estava sentindo sumiu completamente, tipo tudo mesmo, desde a morte da minha mãe basicamente tudo mudou pra pior, eu não consigo sentir as coisas de um jeito forte, tipo eu sei que eu amo algumas pessoas só que eu não sinto as coisas mesmo, e eu fico extremamente irritado com isso e eu penso todos os dias em como minha vida seria mil vezes melhor se ela não tivesse morrido, e eu nunca tinha sequer pensado sobre suicídio, automutilação ou morte em geral até o ano em que ela morreu e até hoje eu sinto que eu ainda não consegui superar a morte dela e eu desejo quase todos os dias que eu tivesse morrido no lugar dela por que eu sei que eu não faria tanta falta pra ela quanto ela faz pra mim e eu sei que suicídio não é uma opção valida de verdade além de ser extremamente egoísta e eu sinto que toda vez que eu abro a boca eu torno o dia das pessoas ao meu redor mais chato mesmo eu tentando fazer elas rirem muitas vezes eu me sinto muito irritante ou inútil, e ir a terapia não ajudou em nada, pra mim só fez tudo piorar muito mais do que já tava antes e eu tenho certeza que existem pessoas que sentirão minha falta mesmo que muitas vezes minha mente tente me enganar dizendo que ninguém gosta de mim e que ninguém me ama de verdade mas eu realmente acho que ninguém me amará com tanta intensidade igual eu a amo e desde o começo do ano eu não aprendi absolutamente nada na porra do EAD e eu sinto que ano que vem eu vou me fuder muito pq eu vou ter que usar tudo que eu "aprendi" esse ano
o que eu estou dizendo é que eu estou tentando de verdade ser uma pessoa melhor mas eu sinto que qualquer coisa boa que acontece comigo eu sinto que eu não mereço estar bem ou que eu não mereço perdão ou não mereço ser amado e eu já passei por muita coisa só pelo fato de existir e por causa de coisas que eu não consigo controlar que nenhum ser humano de 15 anos deveria passar e não tem um dia que eu não deseje acordar diferente do que eu sou hoje e eu queria que o garoto que gostou de mim me perdoasse por não ser forte o suficiente por nós dois
submitted by um_carai_ne to desabafos [link] [comments]


2020.09.20 04:14 RaidenResident Meu pai é desagradável!

Nem sei se é certo falar sobre isso... Mas meu pai é meio... Desagradável... Ele só sabe falar mal das coisas, não respeita gostos... Para ele TUDO tem que ser simples. Odeio momentos juntos com a família, pq sei que não tenho nada para falar, nós só nos reunimos comemos... Reclamamos e vemos tv, oq é uma briga, porque minha mãe só sabe ver jornal, e meu pai... Só quer saber de filme de ação e violência, a briga pela tv é constante. Nesses momentos eu só termino a comida rápido e saio da mesa. Meu pai só sabe reclamar das coisas que eu gosto, e não tem respeito por pessoas como eu, fala mal de Animes, dos Filmes que eu gosto, de Hqs... E principalmente... Vídeo game... Eu amo games, meu único meio de diversão, e parece que ele sente uma raiva extrema disso, sempre quando ele me pega jogando ele manda eu desligar, ou pior.. puxa direto da tomada, odeio isso! Odeia que eu durma até tarde, ok, isso todo mundo não vai concordar, pois acordar tarde realmente é uma coisa relaxada, mas cara... Ele sempre um ódio físico disse, parece até q dormir uma horinha a mais é algo nocivo e mortal. Ele odeia coisas caras, Esses dias nós nos reunimos, e conversamos sobre móveis, ele simplesmente começou a reclamar do preço dos móveis e disse que pra ele uma cama de Cimento é melhor coisa, um Barraco velho e móveis quebrados é tudo oq ele quer... Pqp... Não entendo pq isso... Nossa casa precisando de umas reformas e ele dizendo que prefere tudo velho e quebrado. Tudo que é diferente pra ele é ruim... Um cara de cabelo pintado, automáticamente, pra ele é Gay... Um pai que dança com a filha, pra ele é Gay... Uma criança bem cuidada, pra ele é mimada... Ele odeia cuidar de animais, nós temos um "Hotw" (N sei escrever), ele trata o cachorro como uma arma, o cachorro odeia todo mundo da casa, menos ele... A droga do cachorro virou o demônio, tudo porque pro meu pai, Animais foram feitos para serem dominados, Raivosos e protetores de casa, eu tenho uma cachorrinha, e o tempo inteiro ele diz que ela é uma porcaria, porque não briga, ela só quer brincar, por causa do meu pai, nós não podemos cuidar dela melhor, porque ele não gosta de gastar dinheiro com brinquedos ou comida para animais, ele também odeia ver o animal dentro de casa, em vez de educar, ele já saí espancando o animal... Ele sai de casa a noite, as vezes só volta de madrugada, bebe pra caramba, chinga, faz um monte de coisa... Desculpe dizer isso... Mas acho que tenho orgulho de não ser igual a ele, ou seguir os passos dele... Ele trabalha muito, parece ser fixado nisso, trabalhar é bom... Mas ele exagera... Quando tem um tempo livre, sai pra beber.... Pra ele, adolescente com depressão é falta de surra, e na mente dele, todo mundo tem que trabalhar desde a infância... Só porque ele trabalhou, ele quer q todas as crianças trabalhem... Ele odeia minha decisão de fazer Teatro, novamente... Diz ser coisa de Gay. Não sei se é certo falar sobre isso. Não sei se eu é que estou errado. Não sei se algum dia isso pode mudar. Só sei que eu queria dizer isso, só não tinha onde falar. Desculpe se oq estou fazendo é errado, só queria ter alguém para conversar sobre as coisas que gosto... Nesse mundo parece que ninguém me entende.
submitted by RaidenResident to desabafos [link] [comments]


2020.09.20 00:29 Yonahimeeee Suicídio

Olá Acabei de criar essa conta nem sei como isso aqui funciona direito. Me sinto meio boba por tá fazendo isso. Bom eu quero morrer e faz um bom tempo já. Minha vida acabou em 2015 e estou pensando em me matar desde 2016. Odeio meu aniversário, sempre fico triste nessa época.Eu amo minha mãe, ela fez o possível e impossível por mim, mas ela fez algo horrível comigo, odeio ouvir a voz dela odeio olhar pra ela, e toda vez q ouço um toque de celular eu congelo de medo pq sempre acho q é ela, mesmo quando n é meu celular tocando. N consigo lidar com ela, simplesmente não consigo perdoar e esquecer oq aconteceu. Eu tbm me sinto tão inútil parece que só estou ocupando espaço e incomodando todo mundo, sinto q as pessoas só me aturam pq n tem opção. N quero mais causar problemas pra ninguém. Só quero morrer, eu n sei sabe, n sei oq fazer eu só quero me matar.
submitted by Yonahimeeee to desabafos [link] [comments]


2020.09.19 21:29 mechanisch_orange Eu não sirvo pro meu namorado

Meu namorado e eu somos quase da mesma idade, porém ele é lindo e inteligente e incrível e eu não sou nada...Parece que eu não tenho nada de bom.... somos formados na mesma faculdade e no mesmo curso, mas eu não tenho metade do conhecimento dele na área. Ele ama jogos e eu não sei jogar nada, a ex dele jogava muito mais que ele, imagina eu... Eu tô tentando, mas é tanta programação pra estudar, que eu não sei o que fazer, eu não tô dando conta, parece que tudo que eu faço não é o suficiente, ele não fica encantado comigo, parece que eu não tenho nada de bom pra oferecer...eu não sou bonita nem inteligente e ele tem alguns amigos dele que me maltratam, eu o amo, mas penso em terminar todos os dias por achar que ele merece uma pessoa melhor....
submitted by mechanisch_orange to desabafos [link] [comments]


2020.09.19 16:22 anyone_uzai I

Então tá eu aqui dnv, tudo que eu escrevi em um textão não tem nenhum fundamento, literalmente nenhum. Eu nem ligo mais pra aquilo e acho estupido demais o pq eu escrevi aquilo, eu tô rindo disso demais kkkkkkkkkkkkkkkk
Mas hoje eu fiz algo horrível, com alguém que eu jurava que nunca ia fazer alguma coisa de mal, eu deixei uma pessoa insegura, a pessoa que eu mais amo nesse mundo, eu tô me sentindo horrível e tão culpada. A culpa foi 100% minha, não tem nada que justifica, mas eu não quero nunca mais fazer esse erro dnv. Minha mãe não confia em mim, eu passei em uma olimpíada que eu nem estudei pra ela, fiz tudinho no chute ou na pesquisa. Eu tô me sentindo incrivelmente ruim, culpada, acabada, sem auto estima e vontade de vida. Meu coração tá partido em mil pedaços e sinceramente eu não sei se eu faço alguma relevância na vida de alguém. Será que sem mim seria melhor? Seria mais fácil? Eu só faço coisa errada, e tá me doendo muito. Pq não é só por conta dessa situação, é por conta de tudo de ruim e eu já fiz e causei na vida de algumas pessoas ao meu redor, minha cabeça tá explodindo, e a única coisa que eu vou fazer pra lidar com esse dia é escutar rock e aguentar tudo hoje calada.
submitted by anyone_uzai to u/anyone_uzai [link] [comments]


2020.09.19 08:13 ricardo2bkru Não possuo dons

Tenho 27 anos. Fiz faculdade de computação e vivo enfiado no pc. Terminei-a e agora trabalho desenvolvendo software.
Conversando com uns amigos hoje, pude perceber que não sei fazer absolutamente nada fora do computador. Não sei nadar, não sei jogar bola, não gosto de games, não sou bom na cozinha, enfim não tem nada que me faça pensar "poxa, eu tô afim de fazer tal coisa".
Fico pensando as vezes que sou um merda por não curtir nada e ficar só de casa pro trabalho e pra casa novamente. Sem viés suicida ou coisa do tipo. Amo minha vida.
Estou aqui na casa dos meus pais com quase 30, mexendo no computador, organizando alguns downloads porque perdi o sono pensando nisso.
É foda...
A princípio é um desabafo. Mas... Será que tem algo que eu possa fazer?
submitted by ricardo2bkru to desabafos [link] [comments]


2020.09.18 19:01 HappyPressure8291 Razão ???

Então, recentemente eu e meu namorado temos desgastado bastante a relação com discussões relacionadas a insegurança, paranoia e etc. E penso que por agir muito pelo emocional, eu acabo sendo a mais imatura da discussão, não é fácil lidar com isso, pois essa imaturidade atinge muito mais a minha pessoa, visto que ele super compreende eu estar sendo emotiva e achar que não aconteceu nada de mais. Um exemplo bem prático disso é o fato de ontem termos discutido e ele foi dormir tranquilo e falando que me ama mesmo eu super brava e pedindo pra ele tirar a foto de perfil e aceitar que vamos terminar por que não tem muito o que se fazer, enquanto que fiquei a madrugada toda pensando em muita coisa e fazendo testes de insegurança, de saber se o parceiro é traíra. Bom depois de tudo que eu disse acima, já devem imaginar quem é o mais inseguro da relação, ah também sou a paranoica(óbvio) e sou para a surpresa de quase ninguém. Muito ciumenta, e foi por esse motivo em especifico que brigamos, eu não consigo ver esperanças na minha evolução, e sinceramente, o que era um ciúme normal é que tá evoluindo pra outras coisas piores(possessão e etc. ), talvez por que tenho andado mais emotiva que antes nessa pandemia(no qual muita coisa ruim tem acontecido na minha casa) não sei... Mas fiz essa postagem por que estou muito indecisa racionalmente sobre uma questão. Uma amiga nova chegou na área, que na verdade já era colega a algum tempo, mas só agora que essa amiga terminou o namoro eles conversam com certa frequência e bastante intensidade(fotos, memes, vídeos, fofoca, conversa sobre a vida), incluindo muito esforço da parte dela para manter a amizade com ele. Engraçado é que acabei me envolvendo com ela também, ela é uma ótima pessoa, mas mesmo assim me sinto muito insegura, sei que ela tem outras pessoas na vida dela, mas não entendo a insistência em ser nossa amiga, pois nem parece que ela gosta mesmo de mim, e o meu emocional com certeza afirma que ficaria muito feliz com o termino da amizade entre eles. Mas racionalmente sei que isso é muito abusivo, eu controlar algo que eu nem deveria. Mas para frisar minha insegurança, tenho que dizer que me assusta muito quando ela diz coisas como ''eu me apoio na amizade com um cara e acabo gostando dele, sempre fiz assim, supri minha carência com outros caras'' isso é ameaçador pra mim sabe?... Eu só consigo imaginar nela vendo o quanto meu namorado é um cara bacana e acabar gostando dele e tende real motivo para não gostar de mim e só me manter por perto por falsidade sabe?. O que aconteceu com ela no termino do namoro não desejo a ninguém, ela ainda tá muito confusa, e eu queria que ela não se sentisse assim e de certa forma culpada, então no começo até apoiei bastante a amizade dos dois, falava pra ele perguntar se ela tá bem, tentar distrair ela... me arrependo disso, eu não devia ter responsabilizado ele por algo que eu mesma poderia ter feito por ela. Mas eu queria que ela se sentisse acolhida por nos 2, e acho que é assim que ela se sente agora, mas não posso negar que ainda vejo como ameaça, não sei, talvez ela tenha mudado o suficiente para não ficar mais querendo depender emocionalmente de alguém assim... mas vai saber? isso nem é algo tão ruim quando esse alguém tá disposto a te ajudar de verdade a se sentir segura e tals. Foda é que eu não consigo estudar, pensando que vou passar muito tempo fora e que ele vai tá tão envolvido com ela, por que coincidentemente ele tava no seu intervalo de estudos, e acabou compartilhando opiniões parecidas com ela e etc... sla... muita paranoia pra descrever aqui, mas eu realmente não sinto que estou pronta pra aceitar essa amizade. Ele e ela, que eu conheço bem, combinam mais do que eu e ela ou eu e ele(ele é mais amigo dela). No jeitinho de ser, de acreditar nas pessoas, pensar o melhor delas kk. Eu não sou assim vey... já sofri demais com as pessoas pra isso, inclusive da parte desse namorado, coisas parcialmente superadas, mas que a gente ignora, e que, desde que não aconteça de novo, da pra manter a relação. Resumindo, essa gama de defeitinhos meus, me fazem ter certeza de que eu só tenho algumas poucas soluções racionais pra isso tudo, vou listar 3: 1- Continuar próximo dos dois(por que longe eu já não consigo aceitar gst dos 2, n qro parecer um monstro, só sou humana sabe: imperfeita, cheia de problema, depressiva, ansiosa, to carente e etc kkk) e me esforçar(mesmo que doa muito) pra acreditar(mesmo que seja difícil demais) que eles só serão amigos mesmo; 2- terminar o namoro e desejar muita felicidade pra ambos que foram meio que motivo do termino, juntos ou não e 3- fazer que ele se distancie dela por tempo indeterminado, mas se possível bem breve(gosto que ele tenha amigos, isso faz ele feliz), até que eu pense melhor sobre tudo, sem que eu precise me distanciar dele que é a pessoa que eu mais amo, alias a distância entre ela e eu nem é uma opção, mas pode ser sim consequência, só que de fato eu até gosto de compreender o significado que ela tem na vida das pessoas ao redor dela e vejo isso conversando com ela, o que é bom, já que meu namorado é um pouco sonso ao me dizer o que ele acha que ela significa pra ele, ele diz: ''não sinto nada'' mas até eu não consigo dizer isso aí. Sinto compaixão por ela, carisma da parte dela, simpatia e etc. Mas vale lembrar que tenho um pouquinho de medo, por que acho ela muito melhor que eu, só por ter essa essência e ela auto afirmar as vezes que consegue conquistar qualquer um com boa conversa, é mais ameaçador ainda, e pode ser bobo mas por mais que no começo eu achava fofo agora comentar ''que casal fofo'' e coisas similares a ''meu casal''(Vitão 2018), me causa pavor, kkkk brincadeirinha kkk. Raiva tenho também, mas só dele mesmo, por ser sonso a ponto de dizer também ''que tal nos usar essa metadinha de 3 com ela?''. AFF do nada, num momento nosso qnd estamos vendo fotos juntos e umas metadinhas DE CASAL pra usarmos. Na verdade, se eu não fosse tão insegura até que seria uma boa ideia, mas qualé, ele sabe como sou... acho que me desrespeitou nesse sentido, de ver que eu tava me esforçando pra não falar dela, pq sempre acabo desgastando muito a relação cm muita paranoia, e ele ir e falar dela, me deixa pensativa e séria de novo, pra compensar ele concordou com essa terceira opção minha ''3 fazer que ele se distancie dela por tempo indeterminado, mas se possível bem breve''. Que sinceramente seria a que mais me deixaria feliz, e aí gente, acham que se eu repensar, consigo equilibrar melhor a razão e a emoção? e talvez ache uma opção mais sensata do que essa última. Acham que estou sendo ciumenta em excesso? e que eu devo me responsabilizar sozinha(msm ele sendo um fator pra minha insegurança) por isso, não terminando mas dando um jeito. ME AJUDEM! EU QUERO SER UMA BOA PESSOA, sem isso eu não me sinto mais nada nesse mundo e posso querer acabar com tudo logo(eu sei que preciso de terapia), por que só vejo sentido naquilo que tem sentimento e minha vida se resume muito a ser boa pra ele, alguns amigos e pro meu doguinho que ele prometeu cuidar caso algo aconteça comigo. :) ''Por que não vou ao psicólogo? bom, não tenho grana, simples. Desde já agradeço a pessoa que ler esse texto enorme, tentei ser bem objetiva e clara sobre tudo, espero que tenham compreendido.
submitted by HappyPressure8291 to desabafos [link] [comments]


2020.09.18 18:52 lucascorneo O pior aniversário

Olá Luba, editores, pessoas que estão a ver, Gatas, e qualquer forma de vida que esteja vendo esse belo vídeo, hoje vou contar a história da grande desgraça que foi meu aniversário. 
No final de 2017, eu tinha conhecido uma garota no interclasse da minha escola, ela era muito gata, querida, e muito interessante, foi paixão a primeira vista KKKKKJ. Começamos a conversar, e na outra semana a gente ficou, encaixou o beijo e foi ótimo, continuamos conversando. Em março, eu iria fazer uma festa de aniversário, e convidei alguns amigos, entre eles, a minha "namorada" e minha melhor amiga. A festa foi ótima, dançamos muito, cantamos, comemos, e fomos pra dentro. Chamei ela pro meu quarto, e começamos a se pegar, mesmo bagulho de sempre, e tava um clima ótimo. Achei o momento perfeito para pedir ela em namoro, ela aceitou, nos beijamos, foi lindo. Após isso, ela foi pro outro quarto, ( no qual estavam minha melhor amiga e uma outra garota) para contar a atual notícia. Até aí tudo bem. Namoramos mais uns 2 meses, e ela me falou que queria me contar um negócio, beleza, falei que tava livre e ela começou a escrever, ela me contou que na noite do meu aniversário, no momento que ela tinha ido contar pra minha "melhor amiga", elas tinham ficado, e eu fui traído 5 min depois de começar a namorar. Hoje em dia eu racho o bico rindo dessa história. Mas não acabou por aí, eu "desculpei" ela, e continuarmos namorando, na minha cabeça só passava uma coisa, eu precisava me vingar, não podia sair por baixo nesse negócio, até aí tudo bem, fiquei de boa e esperei o momento certo pra dar o troco Até que chegou um dia completamente triste, meu bisavô tinha morrido, e eu fui triste pro velório, chorei de mais, tava bem triste. Lá, vi minha prima, e ela tava com uma amiga, a Rainara, ela foi completamente querida, e muito compreensiva, gostei muito dela, e nos começamos a conversar. Passaram-se uma semana, e eu fui de novo pra cidade da minha bisavô, pra missa de 7 dia, e advinha quem estava lá, exato, a Rainara, e advinha o que eu fiz? Exato, fiquei com ela, dando enfim o troco na minha ex. No outro dia, contei pra ela, e esfreguei na cara dela, que eu tinha dado o troco nela. Hoje me sinto mal por ter pegado a garota numa data tal triste, e por um motivo tão ruim. Essa foi minha história, sei que faltaram alguns detalhes, mas se fosse para ler tudo, iria demorar muito tempo, te amo ❤️
submitted by lucascorneo to TurmaFeira [link] [comments]


2020.09.17 06:24 Rotarki Eu preciso de uma luz

Eu vou tentar resumir para que não fique muito grande. Eu tenho 22 anos de idade, estou no último ano da faculdade, faço curso na área de tecnologia da informação e estou bastante perdido na minha vida. Eu perdi a vontade de lutar por mim, ao mesmo tempo, eu não quero desistir da minha vida.
Eu formei no ensino fundamental, médio e curso técnico sem tirar uma nota abaixo da média, eu nunca fiquei de recuperação ou reprovei em absolutamente nada, tudo sempre foi muito fácil pra mim, eu simplesmente ia e dava certo, sem me importar com qualquer coisa que pudesse ser um obstáculo. Eu era extremamente cheio de vontade e queria ser alguém 'grandioso', mas o único motivo para isso era a capacidade de construção de uma família feliz, queria ter uma esposa e 2 filhos, e ser para eles um herói, esse era meu sonho de criança. Minha motivação esteve por muito tempo arraigada à ideia de estar ao lado de um amor, e construir uma vida assim... Mas, ao longo da minha vida eu fui me decepcionando muitas vezes, e nunca confiei muito em ninguém, nem em amigos que eu amo, porque penso que estes mesmos podem me deixar um dia. Nunca namorei de verdade, e a garota da qual eu cheguei mais perto disso, que eu mais confiei em toda minha vida e me abri de todas as formas, me abandonou no fim e foi extremamente doloroso, eu me senti substituído e inválido, fraco. A vida perdeu o sentido, e eu me senti um homem impotente comigo mesmo, desprezível até, inferior.
Claro, depois de um tempo eu percebi que o erro era em sua maior parte da garota em questão, e eu também errei em interpretar o quão especial ela era pra mim, eu superei esse relacionamento mas não voltei a ver cor na vida, aquilo era tinha sido o rompimento do último fio que mantinha minha vontade no mundo. O mundo é repleto de pessoas podres, crueldade e decepções de todas as espécies, eu sei que há, entretanto, no meio de todo o caos algumas centelhas de luz, e é justamente o que eu preciso nesse instante, um pequeno milagre, que claro, pequenino aos olhos alheios, pois para mim seria possivelmente o maior que vivi após o meu nascimento. Eu entrei na faculdade já deturpado mentalmente, não era mais obrigado a ficar na sala de aula portanto eu matava muitas aulas, eu não me importava com absolutamente nada, nem com resultados de provas, trabalhos, notas ruins...(Não foi quando houve o rompimento da relação com a garota, eu já entrei na faculdade meio desanimado da vida, o rompimento do relacionamento com a garota foi no começo de 2020, meu último ano da faculdade) Por mais inteligente que eu pudesse ser, não havia como adivinhar o conteúdo da prova sem nem ter feito absolutamente nenhuma aula anterior a mesma, então eu afundava absurdamente em tudo, foi assim durante todos os anos da faculdade, mas eu conseguia ser aprovado ainda assim, porque meu esforço mínimo já gera grandes resultados, costumeiramente.
Chegamos ao problema: Eu não consigo mais me esforçar nem minimamente, eu perdi totalmente o interesse no mundo. Após o problema do último relacionamento, eu fiz um pequeno plano de curto prazo do qual, surpreendentemente, tudo aconteceu, o último estágio do plano era sair do meu emprego e focar em estudar programação, porque é o que está relacionado ao meu curso e onde tenho maiores possibilidades de ganho. Eu me encontro na fase aonde eu posso simplesmente me esforçar e estudar, mas não tenho vontade, eu não consigo ir adiante nisso porque não tenho desejo disso, e não consigo ter motivação e nem o mais importante, disciplina. Pra quê me esforçar? Pelo quê lutar? Eu não amo nada, não consigo amar nada, e não tenho ambição ou cobiça de construir mais nada, eu não sei nem se ainda quero realizar aquele meu grande sonho de ter uma família, eu me decepcionei demais vivendo. Eu sinto que já vivi tudo, já senti como é ter muito dinheiro, como é ter relações sexuais, como é amar e como é ser desprezado, eu nunca me senti verdadeiramente amado por uma garota, mas isso nem mesmo é o foco principal. Eu conseguiria seguir adiante, sabe? Eu sei que se eu sentisse verdadeiramente vontade, eu dobraria o mundo de joelhos pois eu realmente me esforçaria em prol de algo. Acontece que se foi toda a minha vontade de lutar, eu tô cansado. Eu não tiro minha vida porque não quero desistir, eu não quero assumir que eu perdi, eu sei e acredito que enquanto houver vida há esperança, mas... Como pode haver esperança para alguém que não quer mais lutar? Eu não consigo simplesmente abrir um vídeo no youtube de 20 minutos pra estudar, eu tenho desejo de fazer qualquer outra coisa. Antes que pense algo como 'Você só não gosta tanto assim de programação' bem, eu gostaria de gostar de alguma coisa, mas não há nada que eu ame na vida, não há nada que me dê verdadeiramente prazer e que eu queira, eu tenho apenas existido. Pelo menos acho interessante programação.
Eu juntei um dinheiro, consigo me manter por 11 meses sem depender de nenhuma ajuda financeira, eu realmente planejei para que eu pudesse viver esse momento e me dedicar 100% ao estudo de programação, mas eu não consigo me dedicar nem 1%. O tempo tá passando, e eu já tô nessa tem alguns meses, eu tenho vários trabalhos atrasados na faculdade que eu não tenho vontade de resolver, inclusive o meu TCC. Eu sinto que isso tudo é uma bomba relógio até dar um grande problema, mas eu não sinto medo, e as duas razões pra isso são: 1- Eu não me importo 2- Eu sei que se eu me importasse, eu resolveria qualquer coisa.Eu já cogitei que tudo isso pudesse ser uma grande auto-sabotagem, e que eu construí durante 4 anos uma arma pra me destruir, porque no fundo eu me odeio, mas não sei se isso era mesmo a resposta, considerei várias vezes tê-la encontrado, falhei em todas. Esse é o grande abismo da minha vida, infelizmente, cedo demais eu encontrei ele. Eu penso que se eu superar essa necessidade do desejo para lutar, não existirá nunca mais algo que seja um obstáculo pra mim, eu, ironicamente, sou meu maior obstáculo. Como vencer à mim mesmo? Eu não sei se alguém poderá realmente me entender e me dar alguma pista de como sair desse labirinto mental que eu vivo, mas eu preciso tentar pelo menos esse pouco aqui, porque eu sou teimoso demais pra desistir totalmente de mim.
submitted by Rotarki to desabafos [link] [comments]


2020.09.17 06:23 Rotarki Preciso de uma luz.

Eu vou tentar resumir para que não fique muito grande. Eu tenho 22 anos de idade, estou no último ano da faculdade, faço curso na área de tecnologia da informação e estou bastante perdido na minha vida. Eu perdi a vontade de lutar por mim, ao mesmo tempo, eu não quero desistir da minha vida.
Eu formei no ensino fundamental, médio e curso técnico sem tirar uma nota abaixo da média, eu nunca fiquei de recuperação ou reprovei em absolutamente nada, tudo sempre foi muito fácil pra mim, eu simplesmente ia e dava certo, sem me importar com qualquer coisa que pudesse ser um obstáculo. Eu era extremamente cheio de vontade e queria ser alguém 'grandioso', mas o único motivo para isso era a capacidade de construção de uma família feliz, queria ter uma esposa e 2 filhos, e ser para eles um herói, esse era meu sonho de criança. Minha motivação esteve por muito tempo arraigada à ideia de estar ao lado de um amor, e construir uma vida assim... Mas, ao longo da minha vida eu fui me decepcionando muitas vezes, e nunca confiei muito em ninguém, nem em amigos que eu amo, porque penso que estes mesmos podem me deixar um dia. Nunca namorei de verdade, e a garota da qual eu cheguei mais perto disso, que eu mais confiei em toda minha vida e me abri de todas as formas, me abandonou no fim e foi extremamente doloroso, eu me senti substituído e inválido, fraco. A vida perdeu o sentido, e eu me senti um homem impotente comigo mesmo, desprezível até, inferior.
Claro, depois de um tempo eu percebi que o erro era em sua maior parte da garota em questão, e eu também errei em interpretar o quão especial ela era pra mim, eu superei esse relacionamento mas não voltei a ver cor na vida, aquilo era tinha sido o rompimento do último fio que mantinha minha vontade no mundo. O mundo é repleto de pessoas podres, crueldade e decepções de todas as espécies, eu sei que há, entretanto, no meio de todo o caos algumas centelhas de luz, e é justamente o que eu preciso nesse instante, um pequeno milagre, que claro, pequenino aos olhos alheios, pois para mim seria possivelmente o maior que vivi após o meu nascimento. Eu entrei na faculdade já deturpado mentalmente, não era mais obrigado a ficar na sala de aula portanto eu matava muitas aulas, eu não me importava com absolutamente nada, nem com resultados de provas, trabalhos, notas ruins...(Não foi quando houve o rompimento da relação com a garota, eu já entrei na faculdade meio desanimado da vida, o rompimento do relacionamento com a garota foi no começo de 2020, meu último ano da faculdade) Por mais inteligente que eu pudesse ser, não havia como adivinhar o conteúdo da prova sem nem ter feito absolutamente nenhuma aula anterior a mesma, então eu afundava absurdamente em tudo, foi assim durante todos os anos da faculdade, mas eu conseguia ser aprovado ainda assim, porque meu esforço mínimo já gera grandes resultados, costumeiramente.
Chegamos ao problema: Eu não consigo mais me esforçar nem minimamente, eu perdi totalmente o interesse no mundo. Após o problema do último relacionamento, eu fiz um pequeno plano de curto prazo do qual, surpreendentemente, tudo aconteceu, o último estágio do plano era sair do meu emprego e focar em estudar programação, porque é o que está relacionado ao meu curso e onde tenho maiores possibilidades de ganho. Eu me encontro na fase aonde eu posso simplesmente me esforçar e estudar, mas não tenho vontade, eu não consigo ir adiante nisso porque não tenho desejo disso, e não consigo ter motivação e nem o mais importante, disciplina. Pra quê me esforçar? Pelo quê lutar? Eu não amo nada, não consigo amar nada, e não tenho ambição ou cobiça de construir mais nada, eu não sei nem se ainda quero realizar aquele meu grande sonho de ter uma família, eu me decepcionei demais vivendo. Eu sinto que já vivi tudo, já senti como é ter muito dinheiro, como é ter relações sexuais, como é amar e como é ser desprezado, eu nunca me senti verdadeiramente amado por uma garota, mas isso nem mesmo é o foco principal. Eu conseguiria seguir adiante, sabe? Eu sei que se eu sentisse verdadeiramente vontade, eu dobraria o mundo de joelhos pois eu realmente me esforçaria em prol de algo. Acontece que se foi toda a minha vontade de lutar, eu tô cansado. Eu não tiro minha vida porque não quero desistir, eu não quero assumir que eu perdi, eu sei e acredito que enquanto houver vida há esperança, mas... Como pode haver esperança para alguém que não quer mais lutar? Eu não consigo simplesmente abrir um vídeo no youtube de 20 minutos pra estudar, eu tenho desejo de fazer qualquer outra coisa. Antes que pense algo como 'Você só não gosta tanto assim de programação' bem, eu gostaria de gostar de alguma coisa, mas não há nada que eu ame na vida, não há nada que me dê verdadeiramente prazer e que eu queira, eu tenho apenas existido. Pelo menos acho interessante programação.
Eu juntei um dinheiro, consigo me manter por 11 meses sem depender de nenhuma ajuda financeira, eu realmente planejei para que eu pudesse viver esse momento e me dedicar 100% ao estudo de programação, mas eu não consigo me dedicar nem 1%. O tempo tá passando, e eu já tô nessa tem alguns meses, eu tenho vários trabalhos atrasados na faculdade que eu não tenho vontade de resolver, inclusive o meu TCC. Eu sinto que isso tudo é uma bomba relógio até dar um grande problema, mas eu não sinto medo, e as duas razões pra isso são: 1- Eu não me importo 2- Eu sei que se eu me importasse, eu resolveria qualquer coisa. Eu já cogitei que tudo isso pudesse ser uma grande auto-sabotagem, e que eu construí durante 4 anos uma arma pra me destruir, porque no fundo eu me odeio, mas não sei se isso era mesmo a resposta, considerei várias vezes tê-la encontrado, falhei em todas. Esse é o grande abismo da minha vida, infelizmente, cedo demais eu encontrei ele. Eu penso que se eu superar essa necessidade do desejo para lutar, não existirá nunca mais algo que seja um obstáculo pra mim, eu, ironicamente, sou meu maior obstáculo. Como vencer à mim mesmo? Eu não sei se alguém poderá realmente me entender e me dar alguma pista de como sair desse labirinto mental que eu vivo, mas eu preciso tentar pelo menos esse pouco aqui, porque eu sou teimoso demais pra desistir totalmente de mim.
submitted by Rotarki to Seasidefreedom [link] [comments]


2020.09.16 23:04 polypocket2206 Sobre o meu futuro...

Boa noite turma, eu gostaria de um conselho...
estou no ultimo ano do ensino médio e já tenho ideia do que quero: fazer direito e concursos publicos
porem vem o problema, infelizmente NENHUMA faculdade particular do meu estado oferece bolsa prêmio ou algo relacionado, e a faculdade federal é o ultimo lugar que quero ir
"ah mas a federal é melhor"
não turma, a faculdade federal é nojenta e horrível, só tem baderna, putaria e greve, alem de todo mundo puxar saco do PT (pelo menos a do estado), então minha alternativa é as particulares (que são boas)
mas ai vem o problema, eu tenho condiçoes? sim, mas eu não quero ter que depender do meu pai para pagar 8 MIL REAIS cada período, e eu não sei se irei passar num concurso logo, pois a cidade que oferece as faculdades são as mesmas que não abrem concurso a anos
por favor me ajudem, o que eu faço? eu quero muito direito para encarar concursos maiores, eu amo o curso e não quero mudar :(
submitted by polypocket2206 to desabafos [link] [comments]


2020.09.15 20:05 sei_lamano .

Tem uma caneta na minha mão e eu queria muito enfiar ela na minha perna agora,eu sei que não tô sozinha e que eu podia falar com alguém agora mas eu tô cansada demais pra isso, cansada de ser quem estraga dias boas, de ser a que surta sem motivo ou por coisas que já deviam ter sido esquecidas, tô pensando em me internar, isso já faz um bom tempo, hoje eu fui mais fundo e pesquisei lugares, disponibilidade, preços, eu tô com medo, sei que não é um lugar muito bom, mas é pra onde as pessoas doentes vão né, não acho que sessão de terapia uma vez por semana vão me ajudar, na verdade eu tô cansada disso também, mas eu sei oque passa pela minha cabeça, sei que se eu entrar em uma clínica eu não vou sair, no fundo eu sei que só quero um lugar longe das pessoas pra que eu possa morrer, onde já vai ser esperado que isso possa acontecer, onde pessoas próximas a mim não tenham que ver ou achar o meu corpo, eu tenho discutido por coisas tão estúpidas, tenho me sentido tão vazia e culpada, saí com uma pessoa muito importante pra mim ontem, e depois de passar a tarde junto, eu só queria chorar, porque eu ficava pensando no quanto eu o amo, e em quanto eu sou estúpida, e no quanto eu tô cansada e não quero mais viver, é isso eu só não quero mais, e eu queria tá com ele antes, em alguma época em que eu sentisse que eu podia ou tinha força pra continuar, agora eu não tenho. Eu não quero me machucar, eu não quero me matar, mas eu quero muito que um carro passe por cima de mim o mais rápido possível, eu quero ficar longe de todo mundo, quero parar de me sentir um problema, mesmo que não seja verdade, eu continuo me sentindo assim, me odeio e odeio tudo que eu faço. Parte de mim diz pra não fazer algo contra mim pra não deixar ninguém triste, e outra parte diz que ninguém se importa então porque não. Não consigo me mexer hoje, queria voltar a ficar dopada e não sentir nada, queria deixar tudo ótimo antes de estragar tudo de vez, sei lá
submitted by sei_lamano to desabafos [link] [comments]


2020.09.15 06:40 yamakazyV1 Coisas que vem na mente e eu não consigo expressar mas fico feliz de pelo menos tentar

Oii gente, eu só queria escrever um texto, sobre como eu fico triste. Eu nem sei se é bem uma tristeza, eu apenas sinto um vazio, mas o que é esse vazio? Eu não tenho pensamentos tristes mas eu sei que não estou bem, eu até consigo imaginar o pq estou sim, eu não tenho muitas amizades e as que tenho nem parecem ligar muito, eu gosto muito deles, mas eles não aparentam gostar da minha pessoa.
Tenho muito medo de estar sendo ingrato, com tudo que o universo me deu sem nenhum motivo, eu não tenho uma razão para viver e mesmo assim uma força me deu uma vida, cacete rapaziada eu tenho uma vida mano, pq eu sei disso e não consigo aproveitá-la do jeito que quero? Cacete velho eu amo tanto pessoas, quero tanto conversar com elas, quero tanto ouvi-las, quero tanto sentir a presença delas ali, mas pq parece tudo errado, pq tudo é tão estranho? Eu tenho mt medo dessa merda.
Eu vou parar por aqui totalmente do nada e mudar um pouco o foco, eu nem sei se alguém vai ver isso mas se ver, eu basicamente sinto muita falta de uma amizade realmente que esteja ali para somar. Bateu uma tristeza agora... Eu não sei aonde eu quero chegar para quem estou desabafando? Eu não tenho nenhum problema com vocês, na verdade cacete eu tava lendo uns desabafos e me indentifiquei muito, eu espero que as pessoas melhorem inclusive, desculpa, eu fugi dnv, basicamente eu algo tá me dizendo que eu só quero fazer um amigo, é meio idiota, mas eu sinto como se todo esse texto, é para alguém ver e simplesmente querer falar comigo e a gente ficar conversando dboa mas pq? Eu realmente não vou conseguir me esclarecer de forma alguma :( boa noite ( desculpa o texto horrível, é que eu sou muito ruim em vírgulas, pontos e essas parada é nois)
submitted by yamakazyV1 to desabafos [link] [comments]


2020.09.15 04:25 Soulraven2 Me sinto diferente

Eu queria fazer um pequeno desabafo, sabe, eu não consigo sentir prazer em quase nada na vida, e as poucas coisas que eu realmente amo fazer, meu corpo simplesmente mal responde, é como se por mais que eu quisesse fazer tal coisa, meu corpo respondesse o contrario, sinto meu corpo fraco com frequência, desanimo, quando acordo só quero ficar na cama, quando tento escrever não tenho mt inspiração ou ela demora a vim, me sinto estressado, com raiva ou ódio de algo o tempo inteiro, quando alguem começa a falar perto de mim eu apenas quero que ela cale a boca, como se eu não quisesse ouvir vozes, fico muito para baixo, me acho um inútil, e as vezes começo a agir ou delirar como se não fossse eu, como se fosse uma outra persona, e não sei o que tá acontecendo comigo, se alguem puder me ajuda, sei que muitos falarão para ir em algum psicologo, mas infelizmente não tenho condições de pagar um, e nem quero contar cm minha familia para isso
submitted by Soulraven2 to desabafos [link] [comments]


2020.09.15 02:26 Cintilante Eu sou fantástica!

[edit: Vocês são fantásticos! Não imaginei que esse post fosse receber tanta atenção positiva. Vocês me fizeram muito feliz
E, kind stranger, obrigada pelo award]
Há um tempo atrás escrevi um post no tumblr dedicado a todas as coisas ruins da minha personalidade. Por muito tempo planejei escrever o antipost com a intenção de provar que nem tudo é fezes no meu reino e que eu também sou fantástica.
O momento finalmente chegou! Eis aqui uma lista - imensa, eu espero - que prova isso.
1 - Eu converso muito bem. Muitos anos de muitos livros e uma predileção por retórica me deram o dom de sustentar conversas agradáveis. Eu consigo fazer piadas bobas ou falar de Filosofia com alguma facilidade. E consigo fazer as pessoas rirem e se divertirem de verdade.
2 - Eu escrevi um relatório de Milikan praticamente sozinha. Milikan foi um cara muito louco que determinou a carga do elétron com um experimento extremamente trabalhoso em que gotas pentelhésicas de um óleo são ionizadas e depois submetidas a um campo elétrico e magnético - Ou campo elétrico e queda livre - dentro de uma caixinha pequenininha com um papel milimitrado ao fundo. Determinando o tempo que a tal gotinha leva para atravessar uma determinado distância - e repetindo o processo o maior número de vezes até que a gota suma do seu campo de visão - você é capaz - através de uma série de cálculos - de definir a carga do elétron.
Eu escrevi esse relatório praticamente sozinha no Laboratório de Moderna. A nota foi 8,5, mas deveria ser 9 se eu não tivesse tido a brilhante ideia de colocar uma tabela ao final do trabalho sem utilizar os dados com algarismos significativos.
Eu também achei a carga de meio elétron ao final do experimento, mas isso não vem ao caso.
3 - Tudo que eu pego para fazer eu faço da melhor maneira possível. Seja sobrancelha de henna, unhas, desenhos, limpeza. Eu tento fazer da melhor maneira possível. Da mais perfeita.
4 - Eu escrevo bem. Tenho histórias bem legais guardadas em um blog. Tenho facilidade em usar palavras. Em combinar palavras. Em trazer humor a escrita. E eu escrevo desde sempre. Primeiro diários, depois histórias, depois cartas para amigos, depois cartas de despedidas por causa de um pseudo câncer com o qual eu mesma me diagnostiquei, depois blogs.
5 - O meu cabelo é lindo! Sério, é cabelo de unicórnio que só usa Pantene. Ele é lindo e gigantesco.
6 - Eu sou uma boa amiga. Eu tomo as dores dos meus amigos e tento dar conselhos sempre que eles me procuram com problemas.
7 - Eu amo dançar. E danço bem. Desde criança eu tiro um prazer imenso da dança. Lembro das coleguinhas da rua virem para cá e nós nos acabávamos dançando cds e mais cds todos os dias. Eu acredito ter uma facilidade para a dança, mas também tenho vergonha de dançar na frente dos outros.
8 - Eu desenho bem. Poderia ser melhor, se eu praticasse, mas eu creio que desenho bem para quem é preguiçosa.
9 - Eu falo e escrevo em inglês extremamente bem. Não é mérito só meu. Eu tive a chance de começar muito cedo por causa de um casal de velhinhos que alugavam casa para os meus pais. O senhor tinha vários livros de inglês e me ensinou desde que eu tinha três anos. Eu era atração na igreja que meus pais frequentavam.
10 - Eu dei uma aula fantástica usando o Tracker no estágio da faculdade. Fiz um PowerPoint com o Bob Esponja na capa e dentro vários gifs explicando o funcionamento do programa. Tracker é um app legal demais que te permite calcular, por exemplo, a gravidade ou a velocidade de alguma coisa, usando vídeos. Você marca a movimentação de um pixel frame a frame e o tracker converte esse negócio em distância. Daí ele faz os cálculos e também gráficos. (Tem vídeos no youtube da galera calculando a gravidade no Angry Birds, por exemplo)
11 - Eu gosto de explicar coisas. Eu me satisfaço demais explicando coisas complexas que consegui entender para outros. Como, por exemplo, o funcionamento do microondas. Como ele “nasceu” da ideia da criação de um raio da morte na segunda guerra e evoluiu nessa coisinha pequena e prática que temos em casa que usa campos magnéticos para mexer com a dipolo água, e desse jeito esquenta nossas comidas e não nossos cérebros.
12 - Eu amo resolver problemas no trabalho. Minha maior satisfação é ter uma pilha de coisas para fazer e conseguir resolver cada um deles, por mais complexos que sejam, sozinha ao longo do dia.
13 - Eu amo animais. E ajudo todos os que posso. Sempre que o dinheirinho permite.
14 - Eu consegui entender Nietzsche sozinha - E também sei escrever o nome dele sem precisar do Google. Quando digo sozinha quero dizer através da minha própria pesquisa e curiosidade. Sem ser obrigada. Tive conversas extremamente legais no Reddit na sub de Filosofia que me auxiliaram demais. Conversas que eu não me achava capaz de ter, sobre coisas que eu não me achava capaz de aprender.
15 - Eu consigo rir da minha desgraça. Às vezes até mesmo durante a desgraça. O terapeuta sempre dizia que eu ria enquanto chorava e fazia piadas com o choro também.
16 - Eu fico bonita chorando.
17 - Quando alguém me procura com alguma tristeza para contar eu sempre quero muito dizer a coisa certa para aliviar esse sofrimento.
18 - Eu sonho ser livre. Do medo, da rejeição, da carência. E esse meu eu ideal, essa Casanova de chocolate é tão legal e me faz tão feliz que me afastar dela todo dia com a realidade me faz sempre um pouco mais triste.
19 - Eu sou cheirosa - Em horário comercial.
20 - Eu sou simpática e falo com todo mundo.
21 - Eu sou carinhosa - Ainda que tenha vergonha disso.
22 - Eu beijo bem - Foi o que ouvi dizer.

É um textão e talvez ninguém leia, mas eu precisava compartilhar isso com alguém.
E mais, se você, como eu, se sente geralmente incapaz, desinteressante, pequeno, faz a sua listinha também. Em cima das fezes às vezes existem flores.
submitted by Cintilante to desabafos [link] [comments]


2020.09.14 17:11 leavemeplease1 Lidando com o niilismo

As vezes me pego pensando na hora que as coisas vão fazer sentido, tipo, tudo sabe? o sentido de estudar, trabalhar, aguentar as merdas do dia ou do porquê ler algo, e eu começo a achar que nada nunca vai fazer sentido e tudo isso acaba sendo inútil, e eu to nessa a anos..eu realmente tentei procurar o sentido, procurei por Deus mas, desde os meu 7 anos eu não consigo acreditar em Deus, já que ele nunca me respondia quando perguntava do meu pai, então faz tipo, 9 anos que a vida em si não tem sentido ao meus olhos e o'que me faz sair da cama às vezes é um objetivo que eu tento alcançar, nem é nada muito complicado, é mais tipo: chegar na escola antes do sinal ou comer 3 torradas sabe?
Esses dias eu vi um garoto perguntando aki como as pessoas conseguiam viver com o niilismo, e to pensando muito nisso desde então, e eu nao sei como viver com essa merda toda ainda, porque não ver motivo nas coisas é uma merda, e acredite em mim quando digo que não consigo acreditar em deus, eu realmente queria enfiar a cabeça na religião e acreditar que Deus tem um objetivo pra mim, seria tao mais facil, so que nao vai
sobre como conviver com o niilismo...é só isso sabe? viver não tem muito oque fazer, nao tem um macete que faça vencer esse “boss” e se ajuda Albert Camus um absurdista, acredita que há 3 modos de lidar com o niilismo, 1 fingir que existe significado, 2 acabar com a própria vida, 3 a revolta, eu , ateia não funcionaria a primeira, então eu me revolto. se a vida não tem sentido o propósito, não existe arrependimento e o passado nem o futuro importa mais, viva seus dias como se fosse o último, se declare, ame e deixe ir e eu sei que quem me conhece sabe que eu falo muito isso, as vezes, é pra ser assim
é tudo sobre curtir o momento, o momento que a musica tem um som maneiro ou quando voce ta deitado e voce e a pessoa que ama ficam se encarando, ou quando voce e seu amigo cantam juntos, ou um beijo de segundos que nao vai esquecer tao facil, pode ate ser sobre um personagem 2d que sorri e voce sorri automaticamente pelo simples fato de "eu amo ele demais" é tudo sobre pequenas coisas.
eu sei que o texto parece confuso, é pra ser, e perdão por isso, tô só querendo entender as coisas melhor e achar alguem que entenda isso já, mas sinceramente nao sei qual a resposta que eu quero ter
me de uma força se quiser no meu insta de arte pq é isso que eu faço da minha vida eu.quero.ser.artista , um dia eu trampo com isso quem sabe, só segue se gostar do que ver e tudo bem se nao gostar
obrigado por ler isso mesmo sendo confuso e mal escrito, so to...sabe? eu atualmente sou a Umme, e eu me despeço aqui, adeus meu caro primata evoluido
submitted by leavemeplease1 to desabafos [link] [comments]


2020.09.14 00:38 DinoTailandes Sou babaca por tentar forçar um sentimento que não tenho e perceber tarde demais?

Olá Luba, gatas, editores, 5° andar, possível convidado, finados papelões, chat e turma que está a ver. Como estão? Bom, eu sou QUASE nOvO AqUi. Fiz apenas um post a um tempo atrás e meio que ele é importante para um maior entendimento dessa história. Se quiserem ver, fiquem a vontade.
Bom, tem essa moça que chamaremos de CARLS (chat, não deixem o Luba acabar com Carls. RAYNARA NÃO PASSARÁ), e nos conhecemos a uns 3 anos. Estudamos na mesma sala, somos muito amigos e desde que nos conhecemos somos amigos coloridos, até o relacionamento que tive com a Farls. Não foi nenhum problema e nem causou ciúmes nela, pois ela também tinha começado a namorar um moço nessa época.
Bom, eu amava muito a Farls. Eu não conseguia me ver sem ela no meu futuro, e planejávamos muitas coisas juntos. Sonhávamos juntos e tinhamos uma relação incrível, tanto de amizade quanto como namorados. Ela era muito importante pra mim e terminamos contra nossa vontade, por motivos de desavenças entre nossas famílias (Contei a história no meu último post).
Uns 6 meses depois desse término, eu voltei a flertar e ficar com a Carls, que já havia terminado seu relacionamento, que havia sido bem bosta, inclusive. Começamos a construir um romance e é aí que começa a parte foda da história.....
A coisa começou a ficar muito amorosa. Por exemplo, ela muitas vezes diz que me ama, e eu respondo que também a amo. Ela me chama de amor, e eu também a chamo assim. Ela é extremamente melosa e vive se declarando pra mim, dizendo inclusive que de todas as pessoas que ela já gostou, eu sou o único que ela realmente ama. Eu estava seguindo essa melosidade toda pra tentar superar o sentimento que eu tinha pela minha ex, mas percebi que não dá. As coisas têm que fluir naturalmente, e eu não sei se isso vai ser com ela.
A pouco tempo eu refleti e cheguei à conclusão de que o que eu sinto por ela não é 1/3 do que eu sentia pela minha ex, e eu me sinto culpado por isso e acho injusto com ela nutrir um sentimento irreal. Ainda não conversei com ela sobre isso, porque acho que ela vai ficar muito mal.
Eu sou babaca por isso? O que posso fazer a respeito?
submitted by DinoTailandes to TurmaFeira [link] [comments]


2020.09.13 22:39 TravsTravinho Por que as pessoas têm medo de assumir um namoro? Por que é tão difícil mergulhar no amor e aproveitar os bons momentos?

Eu (20H) conheci esse menino (19H) no Tinder faz alguns meses, acho que há uns 4 ou 5 pra ser mais exato. Ele é bem bonitinho e é o meu tipo rs, mora em uma cidade que fica meia-hora de estrada da minha. Eu me divido entre morar aqui e em outra cidade (300km de distância) onde faço faculdade, e ele faz faculdade do outro lado do Brasil. Ambos estamos de volta nas nossas cidades natais por conta da quarentena em 2020 e das aulas estarem rolando online.
Nós conversamos alguns dias sem parar por mensagem, eventualmente esquecemos um pouco, mas depois voltamos a conversar por ter dado um segundo match no Tinder, daí fui bem direto, já que nunca consigo um date nesse raio de aplicativo e resolvi chamá-lo pra sair (isso em Julho). Saímos, ele veio pra cá, e como eu tenho carro a gente começou a dar bastante rolê por aqui, e depois eu sempre levo ele de volta na cidade dele, ficamos sempre batendo papo até de madrugada no carro. Contudo, ele não pode ficar aqui em casa e nem eu posso ficar na casa dele, porque ambos estamos ficando na casa dos pais.
A maneira que achamos de ter um momento foi a de irmos para a cidade onde faço faculdade, lá eu tenho minha casa e podemos passar um tempinho mais íntimos. Acho que no nosso quarto date fomos passar uns 4 dias lá. De qualquer forma é meio caro, e pegar um avião pra cidade dele não é uma opção também, pelo menos não agora com o preço das passagens. Normalmente fazemos sexo no carro perto da casa dele, e sim, eu sei, é triste a vida do gay que não pode ter intimidade com alguém.
De qualquer forma toda semana a gente se encontra, ele não tem tanta grana e acaba que eu pago muitas coisas pra ele. Durante o mês de Agosto, entre a viagem pra minha cidade, idas e voltas da cidade dele, restaurantes e gasolina eu acabei gastando 2.100 reais!!! Eu não sou rico nem nada, eu só ganho uma boa bolsa de 1.500 reais pela faculdade, que não tenho usado pra nada esse ano (to na casa dos meus pais desde Março) e tenho um tantão desses meses todos guardado na poupança para viajar ano que vem.
Estamos muito bem até então, passamos noites e noites conversando no Discord, vendo Netflix juntos. Ele já sabe muito sobre a minha vida, sobre meus relacionamentos passados, meus amigos, minha família e eu sei sobre o dele, incluindo o péssimo passado que ele teve com um ex-namorado abusivo. Ele me diz que sempre foi um inocente apaixonado, e se jogou muito facilmente nesse relacionamento com o ex, o que gerou muitos traumas, crises de pânico, rolou traição e mais um monte de coisas bem pesadas que não quero falar aqui.
Eu sou um cara bem de boa, ele diz que eu sou um príncipe, que nunca conheceu alguém que o tratasse tão bem, que fosse tão inteligente, atencioso. Acho que parte disso é que nos meus relacionamentos passados eu aprendi a me importar muito com quem eu amo, e realmente, eu sempre faço muitos elogios pra ele, tento fazer ele se sentir seguro, e por mais que ele tenha dificuldades de acreditar que alguém realmente gosta dele, sempre gosto de afirmar como ele é importante, autossuficiente, e merece tudo de bom no mundo, que ninguém mais pode fazer com ele o que o ex fez. Eu sou o tipo de namorado que mostra o quanto gosta e se importa desde coisas pequenas, como abrir a porta do carro , até imaginar que eu me jogaria na frente de um tiro por quem eu amo, e eu o amo. Amo muito, nunca conheci alguém assim, e eu sei quando é paixão e quando é amor, sou novo, mas eu sempre fui meio precoce rs e precisei amadurecer muito cedo na vida.
Ele disse que me ama primeiro, não sei, eu aprendi a não admitir isso tão cedo, ver onde estou pisando e ver se realmente há reciprocidade. Posso tecer mil elogios mas só digo que amo quando tenho certeza. Tudo parece muito perfeito (exceto pelo dinheiro rs), mas ele não quer namorar, ele tem medo, muito medo. Medo de se entregar e fazerem de novo com ele o que ele sofreu, medo de que algum príncipe como eu resolva mudar meu jeito repentinamente e vire um monstro, usando da dependência emocional dele como arma, chantageando, traindo, etc. Medo de voltar para a cidade da faculdade dele e estar preso em um relacionamento com alguém há quase três mil quilômetros de distância, por mais que eu não veja problema em voar até lá para vê-lo. Medo da palavra “namorado”.
Sério, a gente já faz tudo que um casal de namorados faria, talvez seja meio cedo, mas ele diz que não quer ficar com outras pessoas além de mim, e eu digo o mesmo, ele diz que me ama e que não vê o dia dele sem falar comigo, que não consegue ficar longe de mim por muito tempo e já morre de saudade quando a gente se despede, ficamos conversando no carro, ouvindo música, mostrando qualquer coisa no celular um pro outro até a bateria acabar e perdermos noção do tempo. Já cheguei em casa 5h da manhã uma vez sem saber que horas eram ou por quanto tempo ficamos juntos. Ontem assistimos um filme em call pelo Discord e eu assisti ele dormir por umas duas horas enquanto eu estudava para uma prova que fiz hoje cedo, e quando ele acordou no meio da noite disse que não queria desligar, que queria dormir sentindo como se estivesse comigo, abraçando o travesseiro. Mesmo assim, ele não quer me chamar de namorado.
Mas, se o sentimento que eu sinto por ele é tão bom e puro, se nosso amor é tão saudável e cresce cada dia mais, por que precisamos nos segurar e não nos jogar no amor? Como pode uma pessoa traumatizar outra a ponto de alguém ter tanto medo de uma palavra?
submitted by TravsTravinho to desabafos [link] [comments]


2020.09.13 06:28 Chibi868_ mostrando pensamentos

cara, sempre é a mesma coisa, parece que eu amo me tacar no fundo do poço
além de eu não terminar nada eu não consigo aprender nada, desisto de tudo rápido, me odeio mais do que tudo e apenas faço de tudo pra me ferrar
não é como se eu buscasse o pior pra mim mas eu sempre tenho a opção de melhorar e nunca vou nela, é como se eu quisesse me ver chorando ou morta, mas como sou muito medrosa eu não faço nada além de ficar calada e aceitar que só faço merda
eu sonho muito, muito mesmo, e recentemente uma pessoa conseguiu destruir vários sonhos meus e fazer eu odiar ela o que é bem difícil de acontecer já que eu perdoo várias pessoas várias vezes, mas essa pessoa ela não merece perdão, fez várias coisas que eu não gostei nem um pouco e a cada dia que passa eu não sei se é ela que piora ou eu que nunca mais quero ela na minha vida
apenas quero parar de pensar assim ou perder logo esse medo de merda pra em fim fazer o que eu realmente quero na vida, sem prestar atenção no que as pessoas falam e sem tacar toda a culpa em mim mesmo sabendo que não é
e a maior preocupação é que eu não to bem e não sei o que estou sentindo, além de não conseguir falar com as pessoas, mas tem uma que sempre ta me ajudando em tudo e essa pessoa é o _akim (nome falso) ele ta me ajudando muito, e espero ta ajudando ele com os problemas dele também
se vc _akim ta lendo não saia da minha vida ok
obg por ler até aqui, você é foda.
submitted by Chibi868_ to desabafos [link] [comments]


2020.09.13 04:48 my_Ka Desconforto,falta de confiança e ansiedade

Bem..como eu poderia iniciar isso? Eu não me sinto confortável com ninguém, confiança nas pessoas é quase nula. Quando eu saio na rua, nem que seja pra ir na padaria,eu estou sempre observando minha volta com o coração a mil ou batendo muito devagar.. Por causa da ansiedade,minha cabeça é sempre cheia de pensamentos independentemente do momento. Minha mãe não é muito cuidadosa com os pets aqui em casa,ela até chuta eles para os mesmos saírem do caminho,e eu sou meio superprotetor então fico sem oque fazer. Escolher entre ser julgado por toda minha familia pelo resto da minha vida por ter julgado minha mãe por causa de um cachorro ou fingir ignorar com um aperto no coração que a pressão chega a ameaçar cair.. Eu sempre escolho a segunda opção.. E foi ela quem escolheu adotar, mas ela não toma conta de nenhum,não faz nem um afago (nem sei pra que ela adotou) Como eu ja sei bem o histórico de paciência com os pets que ja passaram por uma estadia em casa..eu tinha decidido não me apegar a eles,mas eu amo essas coisinhas fofas,faria de tudo pra manter eles seguros e confortáveis, independentemente se tem dono ou não . Eu as vezes me imagino agindo contra agressores de animais, e fico com muita raiva desnecessáriamente e preciso de um tempo pra me acalmar..ou eu acabo me deixando levar pelos reflexos ou ações que eu estava imaginando hah.. Por hoje é isso,eu acho .. Obrigado por ler
submitted by my_Ka to desabafos [link] [comments]


Como eu não sei o que fazer Vespas Mandarinas - Não Sei O Que Fazer Comigo (Ya No Sé ... Eu não sei o que fazer com o canal to pensando em desistir Meus Sentimentos Harmonia do Samba Eu não sei o que eu fasso.Parte 1 Eu não sei o que fazer. Isadora Pompeo - Eu Sei Que Vem (Ao Vivo) - YouTube EU NÃO SEI O QUE FAZER... Eu não sei o que fazer Palestra Carreira e Vida #13 - Como descobrir o que gostamos de fazer?

Não amo meu marido e não sei o que fazer - Estou em um ...

  1. Como eu não sei o que fazer
  2. Vespas Mandarinas - Não Sei O Que Fazer Comigo (Ya No Sé ...
  3. Eu não sei o que fazer com o canal to pensando em desistir
  4. Meus Sentimentos Harmonia do Samba
  5. Eu não sei o que eu fasso.Parte 1
  6. Eu não sei o que fazer.
  7. Isadora Pompeo - Eu Sei Que Vem (Ao Vivo) - YouTube
  8. EU NÃO SEI O QUE FAZER...
  9. Eu não sei o que fazer
  10. Palestra Carreira e Vida #13 - Como descobrir o que gostamos de fazer?

Galera como VCS sabem eu gravo vídeos de jogos no celular da minha vó,e eu não sei o que eu fasso. Deixe muitos likes para poder ajudar o canal e se inscreva-se. Deus abençoe vocês hoje e sempre. #IsadoraPompeo #EuSeiQueVem #MusileRecords Ouça 'Isadora Pompeo - Eu Sei Que Vem (Ao Vivo)”: https://Musile.lnk.to/pcs Baixe 'Isadora Pompeo - Eu Sei Que... desanimo.. {**ENTRE EM CONTATO**} -Email para contato: [email protected] -Twitter: https://twitter.com/camillidrawn -Instagram: https://www.instagram.com... Eu não sei o que gosto de fazer - Duration: 9:28. Cajuina e Frevo 429,818 views. 9:28. Orientação vocacional e Escolha profissional Fred Mattos - Duration: 36:27. Vespas Mandarinas - Não Sei O Que Fazer Comigo (Ya No Sé Qué Hacer Conmigo) • Inscreva-se no canal das Vespas: http://bit.ly/3176gtZ - * Sobre a música: (Rob... EU NÃO SEI O QUE ACONTECEU JOÃO PAULO SÃO PAULO - Duration: 0:18. Rede Kids 156,029 views. 0:18. Como ser eu mesma, se eu não sei quem eu sou? ... Eu não sei o que gosto de fazer - Duration ... Hoje eu mostrarei meu primeiro vídeo, espero que gostem. Eu não sei o que fazer com o canal to pensando em desistir ... ⁺ ꠋ.♡recomendando canais que eu amo / parte 2ꜝ ۪࠭⿻ - Duration: ... AMO VIVER Pra Cristo Recommended for you. 50+ videos Play all Mix - Eu não sei o que fazer. YouTube; vaboh - i'm sick of trying [LEGENDADO-TRADUÇÃO] - Duration: 3:09. trash.subtitles 740 views. 3:09. ... sei que e forte o sentimento que restou, sem olhar pra trás vamos seguir enfrente vamos fazer agora tudo diferente Meu amor, Eu não sei o que fazer, Eu não sei se te procuro, Ou se tento te ...